António Gaspar > Saúde > A Era tecnológica e os seus impactos corporais

A Era tecnológica e os seus impactos corporais

A utilização de dispositivos tecnológicos é incontornável no dia-a-dia de qualquer pessoa, independentemente da idade. Associada à sua utilização verifica-se frequentemente a realização de movimentos repetidos e a adoção de posturas que sobrecarregam diferentes estruturas corporais e por períodos longos de tempo. Senão vejamos… 

O polegar é possivelmente o dedo da mão mais importante pois, permite manipular e segurar objetos de forma mais segura. A realidade é que a utilização tecnológica leva a que o ser humano o use constantemente para movimentos repetidos de elevada precisão, como digitar no telemóvel. Esta função é de tal forma lesiva que proporcionou já neste século, a denominação de uma síndrome – BlackBerry Thumb Syndrom (Síndrome do Polegar de BlackBerry).

Todos sabemos e muitos de nós já experienciaram o quão danoso pode ser a utilização de um computador. A maioria da população manifesta saber como organizar corretamente o posto de trabalho, mas só uma minoria consegue manter uma postura adequada, ao longo do tempo e de forma auto protetiva. Mas porque será?

A manutenção de uma postura correta obriga a consciência e treino para que a pessoa se dote de competências posturais protetivas. É neste ponto que a maioria das pessoas que me procuram, falha. Dor ao nível da cervical com grande tensão muscular ao nível dos trapézios superiores que se prolonga para o ombro e por vezes até ao cotovelo, é frequentemente manifestada.

Os nossos jovens, por terem nascido na Era tecnológica, estão a ser grandemente afetados. A dependência diária da utilização de diferentes dispositivos eletrónicos está a moldar o desenvolvimento físico o que já se traduz num corpo com consideráveis défices funcionais.  São visíveis e relevantes as adaptações posturais que apresentam, as quais se não forem modificadas acarretarão no futuro consequências nefastas.

Cabe-me relembrar que o nosso corpo não foi criado para a imobilidade à qual esta Era nos obriga. Por mais correta que possa ser uma postura, a sobrecarga existe e os problemas acabarão por surgir. Mais do que nunca é essencial mudar mentalidades e promover atividades em prol da saúde postural.

ANTERIOR

PRÓXIMO